quinta-feira, 5 de outubro de 2017

E o Prémio Nobel da Literatura de 2017 vai para...

Decidi traduzir, na íntegra, as informações partilhadas através da página oficial no Facebook do Prémio Nobel.


The Nobel Prize Medal for Literature. Registered trademark of the Nobel Foundation. © ® The Nobel Foundation
O Prémio Nobel da Literatura já foi atribuído a 114 autores desde 1901. Apenas 14 são mulheres.




"O Prémio Nobel da Literatura de 2017 é dado ao autor inglês Kazuo Ishiguro, que, em romances de grande força emocional, revelou o abismo debaixo do nosso sentido ilusório da conexão com o mundo.


Kazuo Ishiguro nasceu a 8 de novembro de 1954, em Nagasaki, no Japão. A família mudou-se para o Reino Unido quando ele tinha cinco anos. Ele visitou o seu país de nascença apenas em adulto. Nos últimos anos da década de setenta, Ishiguro formou-se em Inglês e Filosofia na Universidade de Kent e, depois, estudou Escrita Criativa na Universidade de East Anglia.

Kazuo Ishiguro tem sido um escritor a tempo inteiro desde o seu primeiro livro, A Pale View of Hills (1982). Tanto o primeiro romance como o seguinte, An Artist of the Floatin World (1986), passam-se em Nagasaki uns anos depois da Segunda Guerra Mundial. Os temas aos quais Ishiguro está mais associado já estão presentes nessas obras: memória, tempo e autoilusão. Isto é particularmente notável no seu romance mais célebre, The Remains of the Day (1989), que foi adaptado como filme com Anthony Hopkins a interpretar Stevens, um mordomo obcecado pelos deveres.


Resultado de imagem para os despojos do dia livro
A edição portuguesa de The Remains of the Day encontra-se esgotada.



Os trabalhos de Ishiguro são marcados por um modo de expressão cuidadosamente contido, independentemente de quaisquer eventos que estejam a ocorrer. Ao mesmo tempo, a sua ficção mais recente contém características fantásticas. Com o trabalho distópico Never Let Me Go (2005), Ishiguro introduziu um fundo frio da ficção científica na sua obra. Neste romance, como em outros, encontramos também influências musicais. Um exemplo admirável é a coleção de contos, Nocturnes: Five Stories of Music and Nightfall (2009), onde a música tem um papel fundamental em retratar os relacionamentos das personagens. No seu último romance, The Buried Giant (2015), um casal de idosos vai numa viagem pela estada com uma paisagem inglesa arcaica, e espera reunir-se com o filho adulto, que não veem há anos. Este romance explora, de forma comovente, como a memória se relaciona com o esquecimento, a história com o presente, e a fantasia com a realidade.

Para além dos seus oito livros, Ishiguro já escreveu guiões para filmes e para a televisão."




Resultado de imagem para Kazuo Ishiguro
Kasuo Ishiguro, autor britânico de origem haponesa, tem 62 anos. Segundo Sara Danius, secretária permanente da Academia Sueca, "o estilo de escrita de Ishiguro é como uma mistura de Jane Austen com Franz Kafka", sendo necessário adicionar "um pouco de Marcel Proust nessa mistura". Acrescentou que Ishiguro é um "escritor de grande integridade".



Agora, deixo-vos uma lista de 6 livros editados pela Gradiva, em Portugal:









Kazuo Ishiguro não contemplava a lista de favoritos do público relativamente ao Nobel. Como se já fosse uma tradição, o japonês Haruki Murakami estava presente nas apostas, bem como a canadiana Margaret Atwood, o queniano Ngugi wa Thiong’o, o português António Lobo Antunes, entre outros.




Sem comentários:

Enviar um comentário