domingo, 2 de julho de 2017

Resumo de junho e planos para julho!

Normalmente, faço posts separados acerca das leituras e compras do mês que terminou e das possíveis leituras no novo mês. Contudo, desta vez, decidi juntar tudo numa mesma publicação.


Em relação às compras de junho, mantive tudo controlado. É verdade que, ao todo, adquiri 5 livros, mas apenas um foi pago por mim. Portanto, a minha carteira passou bons momentos no mês passado.


O primeiro livro adquirido foi A Sociedade dos Sonhadores Involuntários, de José Eduardo Agualusa. O autor angolano ganhou um grande prémio em junho, o International Dublin Literary Award, graças ao romance Teoria Geral do Esquecimento. Pedi à minha mãe para comprar o romance mais recente como oferta pelas notas que eu tive ao longo do ano letivo. Para lerem o artigo sobre esta oferta, podem clicar aqui.


O segundo livro foi Illuminae, o primeiro de uma coleção de ficção científica de Amie Kaufman e Jay Kristoff. O hipermercado, anualmente, faz uma Feira do Livro e, claro, eu aproveito os descontos. Este livro já estava há algum tempo na minha lista e, agora, está na estante. 


Por fim, recebi os livros que o meu pai encomendou também como oferta. Quando o meu pai me garantiu que poderia encomendar pelo Book Depository, pesquisei muito e refleti muito acerca dos próximos habitantes da estante. Escolhi uma caixa com 3 dos mais conhecidos livros de Agatha Christie, pois tinha um bom desconto. Para lerem o artigo sobre a encomenda e a compra mencionada anteriormente, cliquem aqui.





Em relação às leituras, consegui terminar O Primo Basílio, de Eça de Queirós. Tinha iniciado neste segundo semestre de aulas, mas não consegui terminá-lo antes de as férias começarem. Não escrevi uma opinião acerca dele, mas dei 4 estrelas.

De seguida, tentei terminar uma outra leitura obrigatória numa das cadeiras do curso, Vale Abraão, de Agustina Bessa-Luís. Desisti, porque, realmente, não gosto do estilo da autora. No secundário, tinha tentado ler A Sibila, mas também acabei por desistir. Deste modo, não há opinião.

Por fim, li Clockwork Angel, de Cassandra Clare, e adorei! Podem ler a opinião aqui.


Antes de junho terminar, comecei a ler City of Fallen Angels, também de Cassandra Clare.




Quanto aos planos para julho, gostaria de visitar a Festa do Livro dos Açores, que ocorrerá, em Ponta Delgada, entre os dias 14 e 23 de julho. É a primeira vez que tenho a oportunidade de ir a um grande evento literário na ilha.


Em termos de leituras, como sempre, tenho uma lista provisória. Podem ver os livros que penso ler em julho nesta fotografia:










Espero que junho tenha sido um bom mês para vocês e que julho seja muito bom!



Sem comentários:

Enviar um comentário