segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Primeira compra literária de 2017!

E que tal começar 2017 tendo como a primeira compra do ano um romance que será estudado nas aulas? É verdade, eu já tenho 3 leituras obrigatórias para o segundo semestre.
A professora enviou, na última semana de aulas, um email no qual escreveu uma lista com 3 romances que, ao longo dos próximos meses, serão estudados. Um deles, um romance francês, serviu como modelo para a escrita dos outros dois, ambos portugueses e, por isso, nas aulas, iremos analisar como o primeiro influenciou os outros livros.
Por agora, só comprei o romance francês, Madame Bovary, de Gustave Flaubert.




Sinopse retirada do site da Bertrand: 
Ainda hoje, mais de 150 anos depois de ter vindo ao mundo, milhões de Bovarys por essas cidades fora choram e desesperam como chorou e desesperou a heroína deste romance. Atolada na mediocridade da vida quotidiana, entre um marido com poucas qualidades e uma solidão que a verga, Emma Bovary vai procurar no adultério a fuga de uma existência entediante. De sonho em sonho, de esperança em esperança, até à ruína final. Quem nunca foi Bovary? Quando apareceu, rebentou o escândalo, o autor chegou a sentar-se no banco dos réus, acusado de atentado à moral. Não admira, a crítica aos costumes e à sociedade é impiedosa. Lida, comentada e reverenciada deste então, Bovary foi posta ao lado de Hamlet, Quixote ou Ulisses na galeria das grandes personagens da literatura universal. É uma obra do cânone literário ocidental, cujo impacto e influência foram de tal ordem, que acabou por obliterar a restante obra do escritor.




Como o segundo semestre só começa a meados de fevereiro, irei lê-lo na última semana de janeiro ou na primeira semana de fevereiro, mas estou curiosa!
Espero comprar, em breve, os livros portugueses que tiveram como inspiração este romance, O Primo Basílio, de Eça de Queirós, e Vale Abraão, de Agustina Bessa-Luís.

E vocês? Já compraram livros este ano? 😊



Sem comentários:

Enviar um comentário