segunda-feira, 30 de maio de 2016

Já foi divulgado o vencedor do Prémio Camões de 2016!

Raduan Nassar, escritor brasileiro de 80 anos, filho de pais libaneses, é o vencedor da 28.ª edição do Prémio Camões, que foi criado em 1988 para, anualmente, destacar um autor de língua portuguesa que tenha enriquecido o património literário e cultural da língua comum graças ao "valor intrínseco da sua obra".

Nassar é licenciado em Filosofia, tendo também estudado Direito e Letras. Depois de ter publicado um livro de contos, decidiu refugiar-se numa quinta, mantendo-se afastado, desde então, das luzes da ribalta.

Raduan Nassar nasceu a 23 de novembro de 1935, em São Paulo.

É o 12.º autor brasileiro a ser galardoado por este prémio e foi distinguido pela "extraordinária qualidade da sua linguagem" e pela "força poética da sua prosa". De facto, Nassar é considerado, pela crítica brasileira, um grande escritor, sendo mesmo comparado a Clarice Lispector. A sua obra mais conhecida e apreciada é Lavoura Arcaica (1975), mas ainda tem mais um romance, Um copo de cólera (1978). Em 1994, publicou um livro de contos, Menina a caminho, sendo esta a última obra editada.
Destaca-se que o escritor foi também nomeado para o MAN Booker International Prizer de 2016, um dos prémio literários mais importantes da atualidade,  com a tradução inglesa do seu segundo romance, mas não passou para a fase final.

Única edição portuguesa do primeiro livro de Raduan Nassar.


O júri do Prémio Camões, este ano composto pela professora Paula Marão, pelo poeta Pedro Mexia, pelos professores universitários e escritores brasileiros Sérgio Alcides do Amaral e Flora Süssekind, pelo autor moçambicano Lourenço do Rosário e pela ensaísta de São Tomé e Príncipe Inocência Mata, indica que o prémio de cem mil euros será entregue a Nassar por usar de forma rigorosa "uma linguagem cuja plasticidade se imprime em diferentes registos discursivos verificáveis numa obra que privilegia a densidade acima da extensão".

O presidente do júri, Sérgio Alcide do Amaral, espera que Raduan Nassar tenha um público mais vasto depois de ganhar este prémio.



Sem comentários:

Enviar um comentário