sábado, 19 de dezembro de 2015

[Opinião] Uma Nova Esperança, de Colleen Hoover

A ler...
Sinopse retirada do site da Bertrand:

Holder é um adolescente em busca da sua melhor amiga, Hope, a quem voltou costas um dia, há treze anos. O mesmo dia em que ela foi raptada e levada para sempre. Quando uma tragédia envolve a irmã gémea de Holder, Less, a necessidade de encontrar Hope torna-se mais forte do que nunca. Holder sente-se diariamente perseguido por fortes sentimentos de culpa, e os remorsos que sente por não ter conseguido ajudar nem a sua irmã, nem Hope, são devastadores.
Quando um dia, inesperadamente, se cruza com uma rapariga que se parece com Hope, Holder vai fazer tudo para se aproximar dela a fim de reencontrar a paz de que tanto necessita. Mas porque insiste Hope em dizer que se chama Sky e que não o conhece? E, por outro lado, porque sente Holder que esta rapariga, que o rejeita e se tenta afastar, precisa tanto dele quanto ele precisa dela?
Uma Nova Esperança (Hope) narra pela voz de Holder um reencontro que trará memórias há muito esquecidas e que revelará verdades que poderão doer demasiado. Para alcançarem a paz e a felicidade, Holder e Hope terão de encarar a mais dolorosa e íntima das memórias. Conseguirão ambos traçar um caminho juntos após desenterrarem um passado tão difícil? E será o amor de Hope a chave para uma nova esperança na vida de Holder?



Opinião: Colleen Hoover, odeio-te tanto porque o meu coração está partido em mil bocados. Mas também gosto muito de ti porque a tua escrita é sensacional, as tuas histórias são extraordinárias e as personagens que crias são incríveis!

Esta é a segunda vez que leio um livro da autora norte-americana e, mais uma vez, ela deixou-me em estado de choque. Estou cada vez mais encantada com a sua escrita arrebatadora e fascinante. Penso que este livro é tão bom como Um Caso Perdido, que é a mesma história, mas contada pela perspetiva de Sky, a outra personagem principal. Posso dizer que o primeiro livro é muito mais triste e trágico do que este, mas Uma Nova Esperança é igualmente intenso. Estes livros não são para serem lidos de ânimo leve. Ambos falam de infâncias duras e infelizes e estão recheados de emoções fortes e profundas. Há momentos tristes, há momentos felizes. Há momentos de dor, há momentos de alegria. Não vou falar na história em concreto porque, assim, quem quiser ler, não poderá saborear o livro como deve. Contudo, posso dizer que o enredo é uma autêntica montanha-russa, crua e intensa.


Em relação à escrita, já indiquei que é arrebatadora. É incrível como a autora facilmente nos choca, nos faz chorar, nos faz rir e, por vezes, tudo isto num só capítulo. É também magnífico como ela retrata assuntos tão fortes e complicados com uma linguagem simples e, de certa forma, pura. Vivemos momentos de perda e de tristeza de uma forma muito real, e o mesmo acontece com os momentos mais leves e amorosos.


Quanto às personagens, acho que passei a gostar ainda mais delas graças a este livro. A minha compaixão por Sky cresceu. Adorei vê-la e entendê-la através dos olhos de Holder. E também achei fascinante um lado diferente dele, até porque no primeiro livro vemos o seu lado mais romântico e rebelde, mas é com a sua perspetiva que percebemos que ele também é imperfeito. Por vezes, ele não controlava a sua raiva e a sua dor. Por vezes, ele não aceitava as decisões dos outros. No entanto, foi muito bom vê-lo a tornar-se numa pessoa melhor e ele é a prova de que o amor e a esperança podem fazer a diferença. Estas personagens são muito reais e foram muito bem construídas, o que, pelos vistos, ocorre nos outros livros da autora e, por isso, mal posso esperar por ler os seus restantes romances. As personagens secundárias, neste segundo livro, não foram tão bem desenvolvidas como no primeiro livro, mas Hoover soube encaixá-las na visão de Holder.


Para terminar, só tenho a dizer que, embora esta opinião esteja um pouco rebuscada e não tenha pormenores concretos quanto à história, eu adorei o livro e estou cada vez mais impressionada com Colleen Hoover. Há também um outro livro editado cá em Portugal, mais uma vez, pela Topseller, que é Amor Cruel, um livro de Novos-Adultos. Penso que seria uma excelente oferta de Natal para mim!

Enfim, aconselho a leitura de Uma Nova Esperança a quem adora Contemporâneos, mas anseia por algo mais forte, com emoções profundas e personagens cativantes, verdadeiras e cheias de imperfeições, cujas vivências devastadoras e intensas nos são narradas com uma destreza impecável.

Aviso, desde já, que talvez seja melhor ler primeiro Um Caso Perdido, igualmente avassalador e magnífico.





Classificação: 10/10 estrelas



Losing Hope (Hopeless, #2)
Capa da edição norte-americana.

Sem comentários:

Enviar um comentário