sábado, 7 de novembro de 2015

[E se...] Simon vs. the Homo Sapiens Agenda, de Becky Albertalli

Hoje trago-vos uma publicação sobre um livro contemporâneo direcionado para o público jovem-adulto: Simon vs. the Homo Sapiens Agenda, de Becky Albertalli.


Simon vs. the Homo Sapiens Agenda


Sinopse retirada do site da Goodreads (traduzida por mim):

Simon Spier, um rapaz gay de 16 anos (um segredo escondido por ele), prefere guardar o seu drama para o musical escolar. Mas quando um e-mail vai parar às mãos erradas, o seu segredo está em risco de ir parar aos holofotes. Agora, Simon anda a ser chantageado: se ele não for o braço direito do palhaço da turma, Martin, a sua identidade sexual será desvendada. Pior do que isso, a privacidade de Blue, o pseudónimo do rapaz a quem ele tem enviado e-mails, estará comprometido.
Com algumas confusões a emergirem no interior do grupo de amigos que antes era coeso, e com a correspondência por e-mail com Blue a ficar cada vez mais "ardente" a cada dia, o penúltimo ano de ensino secundário de Simon, de repente, começou a tornar-se complicado. Agora, Simon deve encontrar uma forma de sair da sua zona de conforto antes que ele seja empurrado de lá- sem se afastar dos seus amigos, comprometer a si próprio ou atrapalhar esta oportunidade para ser feliz com o rapaz mais confuso e adorável que ele jamais conheceu.


Uma citação do romance de Becky Albertalli.
Tradução: AS pessoas são como casa com quartos vastos e pequenas janelas. E talvez isso seja uma coisa boa, o facto de nunca pararmos de surpreender uns aos outros.




Os livros de Young-Adults têm visto a sua popularidade a aumentar todos os dias. Aliás, os adolescentes não são os únicos a lerem este tipo de livros, até porque há muitos adultos que adoram ler sobre jovens e as suas aventuras e desventuras. E Simon vs. the Homo Sapiens Agenda não é exceção. Escrito por Becky Albertalli, é um romance que fala sobre a homossexualidade a ser encarada durante uma das etapas mais complicadas da vida do ser humano: a adolescência. Para além de encarar o mundo que o rodeia, o jovem também tem que se enfrentar a si próprio e partir à descoberta da sua própria identidade, e é exatamente isso que acontece neste livro.



Fanart baseada no livro de Becky Albertalli.



De acordo com as opiniões que eu li sobre este livro, o que os leitores mais adoraram foi a realidade expressa de forma genuína e cativante. Muitos adoraram Simon e a sua caminhada pela descoberta de si próprio, bem como a sua personalidade distintiva. Além disso, descrevem o livro como sendo divertido e adorável.

Um outro ponto a acrescentar para o sucesso do livro é o facto de estarmos perante personagens jovens e, portanto, há muitas referências que são partilhadas entre a juventude. Por exemplo, Simon é um grande fã dos livros de Harry Potter (só por isso, quero muito ler este livro!), tem uma conta no Tumblr (uma rede social muito usada pelos mais jovens, na qual podem partilhar fotografias, textos, gifs, entre outras coisas) e adora as bolachas Oreo e aprecia textos bem escritos, sendo um grande defensor das regras gramaticais.

Estamos, também, perante um romance sobre o poder da amizade, a família e as aventuras do ensino secundário. É, ainda, um "abrir de olhos" para quem não compreende o que é ser-se homossexual numa sociedade intolerante, sendo esta uma das razões que levou a autora a criar esta história emotiva e autêntica.





Becky Albertalli
A autora Becky Albertalli



Becky Albertalli nasceu no estado de Atlanta, nos EUA. Apesar de ser licenciada em psicologia clínica e de ter trabalho com "crianças, adolescentes e adultos fantásticos", Albertalli, atualmente, não pratica a sua profissão, encontrando-se a escrever livros sobre adolescentes. A escritora sente-se orgulhosa por ter criado Simon que, desde o início do processo criativo, sempre foi destinado a ser gay. A autora sempre quis escrever algo sobre o mundo que a rodeia e defende que aprendeu muito ao longo do processo, encarando de uma forma diferente os problemas raciais e o privilégio da raça branca. Apoia, ainda, grupos como We Need Diverse Books (grupo que defende literatura que retrata temas como a raça, a sexualidade, diferentes etnias, deficiências, entre outros), pois ainda há muitas barreiras sociais que deveriam ser destruídas, a fim de vivermos num mundo mais tolerante.



Embedded image permalink
Becky Albertalli com as autoras Sarah Dessen e Nicola Yoon, que também são conhecidas por escreverem livros contemporâneos. Nicola Yoon também faz parte do grupo We Need Diverse Books.



Concluindo, Simon vs. the Homo Sapiens Agenda seria uma aposta interessante para qualquer editora portuguesa disposta a publicar livros indicados para os mais jovens. Recheado de lições importantes, momentos divertidos e de personagens engraçadas, carismáticas e genuínas, o romance de Becky Albertalli é ideal para qualquer leitor que queira um livro leve e que lhe proporcione bons momentos.


Para mais informações sobre o romance e a autora, basta clicar aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário