sexta-feira, 2 de outubro de 2015

[Uma Leitora Feliz!] Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard

Após ler várias opiniões, quer positivas, quer negativas, sobre Rainha Vermelha, decidi comprar hoje o livro de Victoria Aveyard. É o primeiro de uma trilogia distópica que promete apresentar um mundo mágico, com reis e rainhas, mas repleto de grandes tecnologias. 
Há quem diga que o livro é o cruzamento de outras grandes obras no universo dos livros de Young-Adults (Novos-Adultos), como A Seleção, Graceling e Alvorada Vermelha, com os filmes de X-Men.



A capa portuguesa é completamente idêntica à capa original, mas penso que o sangue, na capa original, não é brilhante.



Infelizmente, não poderei ler Rainha Vermelha, pois tenho outros livros para ler, como já tinha dito. Aliás, já tenho muitos outros para ler antes deste! Mas fiquei muito contente com esta compra e agradeço à Edições Saída de Emergência por editar este livro.

Aqui está a sinopse (retirada do site da Bertrand) do livro:

O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados.

Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate - uma rebelião dos Vermelhos - mesmo que o seu coração dite um rumo diferente.

A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?


Victoria Aveyard
A autora Victoria Aveyard.

Sem comentários:

Enviar um comentário