sábado, 17 de outubro de 2015

Maria Teresa Maia Gonzalez é uma das candidatas ao Prémio ALMA de 2016!

O Prémio ALMA, gerido pelo Swedish Arts Council, foi criado com o objetivo de promover a literatura e a leitura na vida das crianças e dos jovens, sendo o maior prémio internacional para escritores de literatura juvenil. O galardão foi criado em homenagem à escritora sueca Astrid Lindgren e defende os mesmos princípios apoiados pela autora, como a salvaguarda dos valores democráticos e da paz. Este prémio foi instituído para reconhecer toda a obra de um escritor, ilustrador, contador de histórias, promotor da leitura ou instituições envolvidas na propagação da literatura infanto-juvenil.



A escritora Astrid Lindgren.



A Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas é a organização portuguesa que aponta os candidatos para este prémio. Nos anos anteriores, já foram candidatos ao ALMA os escritores António Mota, António Torrado e Alice Vieira, bem como o projeto Palavras Andarilhas, a editora Planeta Tangerina e o Bibliomóvel de Proença-a-Nova.



A DGLAB é a organização governamental portuguesa que seleciona os candidatos portugueses para o prémio ALMA.




No dia 15 de outubro, na Feira de Livro de Frankfurt, foram anunciados os 215 candidatos, de 59 países, ao Prémio ALMA, sendo que um dos nomes referidos foi Maria Teresa Maia González. Autora de livros infanto-juvenis, Gonzalez foi escolhida por retratar o realismo do quotidiano de crianças e jovens, escrevendo sobre temas profundos como a morte, a doença, o medo e a amizade. Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas, sendo o seu maior sucesso o Lua de Joana, que foi publicado em 1994, e já conta com 26 edições, tendo vendido, em Portugal, mais de 350.00 exemplares.



A mais recente edição de Lua de Joana, que se encontra no Plano Nacional de Leitura. Este livro foi traduzido em cinco países estrangeirosAlbânia, Alemanha, Bulgária, China e Espanha.



O vencedor da edição de  2015 foi a organização sul-africana PRAESA (Project for the Study of Alternative Education in South Africa), fundada após o fim do Apartheid e que investe na difusão da leitura e do multilinguismo entre os mais novos.
O vencedor de 2016 será revelado no dia 5 de abril do próximo ano.




Maria Teresa Maia Gonzalez, natural de Coimbra, é autora de inúmeros livros infanto-juvenis, como Lua de Joana e as coleções Profissão: Adolescente e O Clube das Chaves.

Sem comentários:

Enviar um comentário