domingo, 6 de setembro de 2015

[E se...] A Court of Thorns and Roses, de Sarah J. Maas


Já divulguei que a Editorial Presença, através do Twitter, comunicou que irá publicar uma coleção de Sarah J. Maas, Throne of Glass. Em português, o título será Trono de Vidro e a capa é semelhante à da edição britânica, tal como podem ver:

Embedded image permalink
Edição portuguesa chegará às terras lusas no dia 16 de setembro. Fotografia retirada do Twitter da Editorial Presença.
Edição britânica.

Também já tinha comentado que Sarah J. Maas é uma escritora muito acarinhada pelos leitores mais jovens, ou seja, adolescente ou jovens quase adultos. Maas escreve livros de Fantasia que se inserem na categoria dos Jovens-Adultos (Young-Adults, na versão original do termo). Os leitores, de acordo com a sua leitura de Throne of Glass, indicam que a autora tem uma escrita fabulosa e cativante, construiu o seu mundo de uma forma maravilhosa, apresentando personagens reais, interessantes e marcantes. Portanto, não é de admirar que, ao começar uma nova coleção, também inserida na Fantasia, tenha recebido fantásticas críticas. Deste modo... E se A Court of Thorns and Roses fosse publicado em Portugal?


A versão de capa dura de A Court of Thorns and Roses, o primeiro livro de uma coleção de Fantasia.

A Court of Thorns and Roses é o primeiro livro de uma coleção de Fantasia promissora. É um reconto (o termo original, retelling), do conto A Bela e o Monstro, mas com algumas mudanças: existem Fadas. Passemos, então, à sinopse (traduzida por mim) do livro:

Quando a caçadora de dezanove anos, Feyre, mata um lobo nos bosques, uma criatura monstruosa aparece a exigir uma retribuição de tal ato. Arrastada para uma terra mágica, mas traiçoeira que ela só conhece graças às lendas, Feyre descobre que o seu raptor não é um  animal, mas sim Tamlin, uma das Fadas letais e imortais, que antes controlaram o seu mundo.
Ao morar na sua propriedade, os sentimentos de Feyre por Tamlin passam de hostilidade gelada para uma paixão ardente que queima todas as mentiras e todos os avisos que lhe foram ditos sobre o lindo, mas perigoso mundos dos Fae. Mas uma antiga e malvada sombra cresce pelas terras das fadas e Feyre deve encontrar uma maneira de a parar... ou Tamlin e o seu mundo serão amaldiçoados para sempre.


Fan art (tradução literal: arte de fãs) de A Court of Thorns and Roses.

Através da sinopse, dá para perceber porque é que este livro conquistou tantos leitores: normalmente, adoram contos de fadas e, por conseguinte, reformulação dos mesmo; contém uma relação amorosa intensa; já agora, a capa é MARAVILHOSA; tem mistério e insere-se na Fantasia, tal como a coleção Throne of Glass (é diferente em relação ao Throne of Glass, pois é um New Adult- Novo Adulto); a escrita de Sarah J. Maas continua a cativar e a surpreender os fãs.

Sarah J. Maas a segurar um ARC (Advanced Reading Copy- uma cópia antecipada do livro, normalmente entregue aos críticos, bloggers de livros e booktubers). Esta fotografia foi retirada do Twitter da autora, tendo sido editada por mim (havia uma outra autora na fotografia, mas decidi cortá-la para não haver confusões :p).



Para concluir, penso que qualquer editora portuguesa ficaria a ganhar ao publicar este livro. A Court of Thorns and Roses chegou às prateleiras americanas no dia 5 de maio deste ano e, deste então, tem conquistado muitos leitores. Isto significa que, graças ao poder das redes sociais, os leitores portugueses, pelo menos a camada mais jovem, já ouviram falar nesta nova coleção e devem estar, pois, muito curiosos com a nova história de Sarah J. Maas. Faço uma lista que resume os pontos fortes do livro:

  1. É um retelling de A Bela e o Monstro;
  2. Insere-se na Fantasia e no New Adult;
  3. Apresenta um mundo diferente de Fadas, que vivem em cortes e, portanto, em intrigas, paixões e segredos;
  4. Sarah J. Maas é conhecida por ter uma escrita maravilhosa.
  5. É um livro que, certamente, irá cativar jovens leitores (como também leitores mais velhos), um público que tem vindo a crescer cada vez mais no nosso país.

Quanto a mim, já tenho uma cópia do livro, oferecida pelos tios do Canadá (fico-lhes muito agradecida!). Posto isto, estou muito ansiosa por ler este livro!

A minha cópia (versão americana) de A Court of Thorns and Roses.

Então, o que acham desta nova rubrica? :D

Sem comentários:

Enviar um comentário