domingo, 20 de setembro de 2015

Divulgação: Trono de Vidro, de Sarah J. Maas


Já tinha publicado aqui que a Editorial Presença iria editar o primeiro livro da tão aclamada coleção da escritora norte-americana Sarah J. Maas. Também tinha dito que o livro chegaria às prateleiras lusas no dia 16 de setembro. Sei que já deveria ter postado a sinopse oficial, mas estive ocupada esta semana por causa da universidade. Portanto, aqui está a sinopse e, mais uma vez, a capa do livro, que é semelhante à capa britânica.



Sinopse retirada do site da Editorial Presença:

Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier, a contas com os seus crimes, a assassina Celaena Sardothien é levada até à presença do prícipe herdeiro. Ele oferece-lhe a possibilidade de conquistar a sua liberdade, com uma condição: Celaena tem de aceitar representá-lo, como seu campeão, numa competição cujo vencedor terá o estatuto de novo assassino da Coroa.


Os oponentes que terá de defrontar são ladrões, assassinos e guerreiros vindos de todos os cantos do império. Cada um deles é patrocinado por um membro do Conselho do Rei. Celaena exulta com os desafios e com as sessões de treino ao lado do capitão da Guarda, Chaol Westfall. No entanto, a vida da Corte não a poderia entediar mais. Mas tudo fica mais interesante e ganha nova emoção quando o príncipe começa a demonstrar um inesperado interesse por ela... mas é o austero capitão Westfall quem melhor a consegue compreender.



Durante a competição, um dos concorrentes é encontrado morto... e logo outros se lhe seguem.Ao embrenhar-se numa investigação solitária, Celaena alcança descobertas surpreendentes. Conseguirá ela descobrir quem é o assassino antes de se tornar na próxima vítima? 



Em O Trono de Vidro, a luta de Celaena pela liberdade torna-se numa luta pela sobrevivência e numa jornada inesperada para expor um mal antes de que este destrua o seu mundo.


Tenho a versão original do livro e ainda não o li. Porém, quero muito a edição portuguesa! É tão bonita **

As edições americana e canadiana têm esta capa. Tenho a edição canadiana.

Sem comentários:

Enviar um comentário