domingo, 17 de agosto de 2014

Opinião: Convergente, de Veronica Roth

Estou a ler
Sinopse retirada do site da Bertrand: Uma escolha
Pode transformar-te
Uma escolha
Pode destruir-te
A tua escolha
Vai definir-te

A sociedade de fações em que Tris Prior acreditava está destruída - dilacerada por atos de violência e lutas de poder, e marcada para sempre pela perda e pela traição. Assim, quando lhe é oferecida a oportunidade de explorar o mundo para além dos limites que conhece, Tris aceita o desafio. Talvez ela e Tobias possam encontrar, do outro lado da barreira, uma vida mais simples, livre de mentiras complicadas, lealdades confusas e memórias dolorosas.
Mas a nova realidade de Tris é ainda mais assustadora do que a que deixou para trás. As descobertas recentes revelam-se vazias de sentido, e a angústia que geram altera as vontades daqueles que mais ama.
Uma vez mais, Tris tem de lutar para compreender as complexidades da natureza humana ao mesmo tempo que enfrenta escolhas impossíveis de coragem, lealdade, sacrifício e amor.
Alternando as perspetivas de Tris e Quatro, Convergente, encerra de forma poderosa a série que cativou milhões de leitores em todo o mundo, revelando por fim os segredos do universo Divergente.

Prémios
Veronica Roth foi considerada a melhor autora pelo GoodReads Choice Awards em 2012. Divergente foi eleito o melhor livro de 2011 e Insurgente o melhor livro de fantasia para jovens-adultos em 2012, pela mesma entidade, a única cujas distinções são atribuídas exclusivamente pelos leitores.


Opinião: Ainda estou um pouco abalada e estupefacta com este livro! Apesar do final, ADOREI O LIVRO! Muito maduro, muito inteligente! Uma escrita brilhante que atrai qualquer leitor. A autora explora um conceito muito interessante e desenvolve-o de forma extraordinária e muito inteligente. Não estava à espera disto. Sinceramente, este livro superou todas as minhas expetativas. Adorei o facto de a autora ter optado por narrar a história pelas perspetivas de Tris e de Tobias, que são, praticamente, as personagens principais da ação. Portanto, adorei o facto de poder ver Tobias como ele realmente é, uma vez que só o conhecia pelo ponto de vista da Tris. Por isso, não esperem um Tobias, ou um Quatro, badass ou durão que quer proteger a sua namorada pequena e frágil. Não, nada disso. Vemos um Tobias que tem receios, imperfeições e que aceita Tris tal como ela é e aprende bastante com ela.
É claro que fico triste com o final. Queria mesmo que eles tivessem o seu "feliz para sempre", mas ainda bem que Veronica escolheu este caminho, uma vez que corresponde corretamente aos ideais das suas personagens.
É um livro cativante com uma escrita simples e sedutora, na medida em que está recheado de sabedoria e nota-se que a autora pretende, de facto, passar mensagens ao mundo através dos seus livros magníficos. Deste modo, ela transmite-nos ensinamentos e mensagens encorajadoras, na medida em que ela nos diz que não devemos depender dos outros, apesar de também, por vezes, devermos aceitar a sua ajuda. Além disso, ela também transmite que não existe tal coisa como a perfeição e que isso é apenas um ideal inalcançável. Contudo, devemos aceitar quem somos e amar-nos a nós mesmos, apesar de todas as experiências negativas anteriores. Por isso, ela também indica que a nossa vida é cheia de momentos e experiências, uns mais positivos do que outros, mas não nos devemos esquecer dos negativos, uma vez que a vida é um longo caminho no qual iremos aprender muito.
Em conclusão, aconselho a qualquer leitor ler os livros desta jovem escritora extraordinária, que me maravilhou com as suas mensagens maduras e brilhantes. Fico à espera demais livros dela!

Classificação: 10/10 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário